Programa “Salvador Solar” é avanço para desenvolvimento sustentável, aponta Absolar

O programa possui meta de aumentar em 50% o uso da tecnologia, até 2024, além de gerar postos de trabalho e novos negócios no mercado solar

O Programa “Salvador Solar”, lançado na última terça-feira, 27 de outubro, pela prefeitura da capital baiana, representa importante avanço para o desenvolvimento sustentável a partir da geração própria de energia solar na região, de acordo com a avaliação da Associação Brasileira da Energia Solar. O programa possui meta de aumentar em 50% o uso da tecnologia, até 2024, além de gerar postos de trabalho e novos negócios no mercado solar.

O Programa “Salvador Solar”, coordenado pela Secretaria Municipal de Sustentabilidade e Resiliência (SECIS), abrange a criação de uma legislação municipal específica, a capacitação de mão de obra local, a geração de empregos qualificados, o mapeamento do potencial solar na cidade, em sinergia aos descontos no IPTU implementados desde 2019 pela iniciativa “IPTU Amarelo”. A medida combina economia e sustentabilidade, reduzindo o IPTU sobre imóveis que gerem energia solar em residências e condomínios de casas.

O presidente executivo da Absolar, Rodrigo Sauaia, esteve presente no lançamento da iniciativa e declarou que a cidade possui um enorme potencial para a tecnologia solar e o programa pode servir de referência para a elaboração de outras políticas públicas municipais no País.