Liquidação do MCP movimenta R$ 6,4 bilhões em setembro

Operação ainda tem R$ 1,1 bilhão retidos pelo GSF, após pagamento de mais R$ 200 milhões

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica divulgou nesta quarta-feira, 10 de novembro, o resultado da liquidação do mercado de curto prazo de setembro. A operação movimentou R$ 6,4 bilhões dos R$ 7,5 bilhões contabilizados no mês. O resultado foi influenciado pela liberação de R$ 200,8 milhões relacionados ao GSF.

O valor foi pago por 17 agentes, com isso, o montante retido chega a R$ 1,1 bilhão. Além disso, houve o não pagamento de R$ 61,3 milhões relacionados aos parcelamentos da repactuação e R$ 702 mil referentes à inadimplência, menos de 0,1% do total contabilizado.

Os agentes que possuem decisões judiciais vigentes para não participarem do rateio da inadimplência advindas das liminares do GSF perceberam adimplência de 98,5%. Aqueles que seguem amparados por decisões que impõem o pagamento proporcional, verificaram uma adimplência de 72,9%. Após a operacionalização dessas decisões judiciais, os credores que não possuem liminares relacionadas ao rateio da inadimplência receberam cerca de 61,1% de seus créditos.

Segundo a CCEE, houve ainda o repasse de R$ 1,1 bilhão de excedente financeiro da Conta de Energia de Reserva – Coner. A maior parte foi absorvida na contabilização dos agentes, reduzindo débitos. O restante resultou em crédito financeiro de R$ 30 milhões, distribuídos para 547 participantes isentos do rateio da inadimplência.