Cemig vende paticipação na Renova Energia para FI da Angra Partners

Valor da negociação ficou em R$ 60 milhões. Renova se prepara para colocar em operação Alto Sertão III

A Cemig informou em comunicado ao mercado nesta sexta-feira, 12 de novembro, que a Cemig GT assinou com o AP Energias Renováveis Fundo de Investimento, ligado ao Angra Partners, a venda da sua participação de 27,2% na Renova Energia. O valor da negociação é de R$ 60 milhões e o contrato prevê o direito ao recebimento de earn-out pela Cemig GT, condicionado a eventos futuros. Com a transação, o Angra Partners passa a deter 30,3% do capital votante da Renova e compartilhará o controle da com os demais acionistas do Bloco de Controle. A Angra Partners já era acionista histórico da Renova.

A transação ocorre no momento em que a Renova se prepara para iniciar as operações do Parque Eólico Alto Sertão III, Fase A, principal projeto da companhia e um dos dez maiores da América Latina. Localizado nas cidades baianas de Caetité, Igaporã, Pindaí, Licínio de Almeida, Riacho de Santana e Guanambi, o complexo terá capacidade de gerar 432,7 MW. A previsão de operação comercial na totalidade é para maio de 2022. A Renova tem um pipeline 6 GW em projetos com potencial de geração e já tem Licença Ambiental para eólicos com potencial de 1.500 MW.

De acordo com o comunicado, a conclusão da operação ainda está sujeita a algumas condições usuais em operações dessa categoria. Dentre essas condições, estão incluídas a aprovação prévia dos órgãos reguladores, dos credores listados no Plano de Recuperação Judicial da Renova e de contrapartes em determinados contratos comerciais. Segundo a Cemig, a venda está em linha com o Programa de Desinvestimentos divulgado em 2017