EDP lança primeira escola de eletricistas para pessoas trans

Projeto em Guarulhos (SP) e Serra (ES) oferecerá formação profissional completa e possibilidade de contratação

A EDP anunciou o lançamento de sua primeira escola de eletricistas exclusiva para pessoas trans. Serão duas turmas com 16 participantes cada, em Guarulhos (SP) e Serra (ES). As inscrições estão abertas até o dia 3 de dezembro através deste link. As aulas começam em janeiro, Mês da Visibilidade Trans.

Os participantes contarão com formação profissional completa, ministrada pelo Senai, e possibilidade de contratação ao término da capacitação. Receberão também materiais didáticos, uniformes e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), além de bolsa-auxílio e almoço no local.

O curso contempla aulas teóricas e práticas a respeito dos princípios e leis que regem o funcionamento de sistemas elétricos. O intuito é promover aprendizado sobre os procedimentos e técnicas necessárias para planejamento, execução, avaliação e inspeção das redes, bem como sobre manutenções preventivas e corretivas, dentro das normas técnicas e de segurança.

O programa é pioneiro no setor elétrico e reafirma o compromisso da companhia de direcionar pelo menos 50% das contratações para profissionais de grupos sub-representados, como mulheres, pessoas negras, pessoas com deficiência, LGBTQIAP+ e 50+.

Além da capacitação técnica, a escola contemplará um módulo voltado ao  desenvolvimento de competências comportamentais, ministrado por Maite Schneider, cofundadora da plataforma de recrutamento TransEmpregos e consultora de Inclusão e Diversidade.

A EDP também disponibilizará seu Programa de Assistência Social para estudantes do curso, oferecendo acolhimento humanizado por meio de um canal que funciona 24h, sete dias por semana, com ligação gratuita e confidencial. O programa oferece suporte psicológico, em serviço social, previdenciário e jurídico.