Electra e Vinci Partners fecham acordo em eólica e solar

Projetos somarão 620 MW de potência instalada e aportes devem alcançar R$ 2,4 bilhões

O Grupo Electra e a Vinci Partners fecharam parceria para implantação de um complexo solar de quase 500 MWp na Bahia e uma usina eólica de 120 MW no Rio Grande do Sul. O aporte no primeiro é estimado em R$ 1,7 bilhão e no eólico serão pelo menos R$ 700 milhões.

Segundo nota, o início da construção do empreendimento solar deverá ocorrer na primeira metade de 2022 e entrada em operação comercial na segunda metade de 2023. Para o eólico a perspectiva é iniciar as obras em 2024.

Os projetos vêm sendo desenvolvidos pela Gradiente Energias Renováveis, empresa do Grupo Electra, focada no em empreendimentos para o mercado livre. O grupo investe em geração desde 2005 e hoje já conta com participações em 13 pequenas centrais hidrelétricas e uma usina a biomassa por meio da Electra Renováveis.