ONS prevê recuo de 0,6% na carga em dezembro

Níveis do Sudeste/ Centro-oeste devem chegar em 24,9% no fim do mês

De acordo com dados do Informe do Programa Mensal de Operação relativos ao período de 25 de dezembro, a carga no Sistema Interligado Nacional deve ter um recuo de 0,6%. No Sudeste/ Centro-Oeste, a expectativa é de queda de 1,7%, mas o maior tombo é do Nordeste, que cai 2,7%. A maior alta fica no Sul, onde a carga deve crescer 3,6%. Na região Norte, a alta deve ficar em 2,3%.

Nos reservatórios, a expectativa é que os níveis no Sudeste/ Centro-Oeste cheguem a 24,9% da capacidade no fim de dezembro. No Sul, o volume esperado para os reservatórios da região no período é de 41,1%, enquanto no Nordeste, os níveis deve chegar a 50% da capacidade. Na região Norte, a projeção indica volume de 47,8%.

A previsão mensal de Energia Natural Afluente para o Sudeste/ Centro-Oeste ao fim do mês é de 40.062 MW med ou 83% da média de longo termo. A ENA do Nordeste deve ficar em 9.139 MW med, o mesmo que 93% da MLT. No Sul, os 2.229 MW med equivalem a 30% da MLT. Já na região Norte, a ENA prevista é de 15.312 MW med, que corresponde a 185% da MLT.

A média semanal do Custo Marginal da Operação fica em R$ 63,54/ MWh nos submercados Sudeste/ Centro-Oeste e Sul. Os patamares de carga pesada, média e leve são de R$ 67,05/ MWh, 66,63/ MWh e 60,09/ MWh, respectivamente nesses dois submercados. No Nordeste e Norte, a média do CMO fica em R$ 43,13/ MWh, com todos os patamares de carga no mesmo valor.