EDP conclui venda de transmissoras para Actis por R$ 1,32 bilhão

Empreendimentos somam 439 quilômetros. Venda está alinhada cm processo de rotação de ativos de transmissão

A EDP concluiu a operação de venda à Actis Assessoria de Investimentos LTDA, de 100% do capital de três dos empreendimentos de transmissão EDP Transmissão S.A, a EDP Maranhão I S.A. e a EDP Maranhão II S.A. Os ativos, que somam 439 quilômetros de extensão, têm valor estimado de R$ 1,32 bilhão. A operação foi aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica, Agência Nacional de Energia Elétrica, além do Banco do Nordeste do Brasil e debenturistas.

O fechamento da operação permite que os recursos recebidos na transação sejam contabilizados ainda no exercício financeiro de 2021. A venda dos empreendimentos se deu por meio de processo competitivo e está alinhada com a estratégia da empresa de rotação de ativos de transmissão, no qual a EDP é reconhecida por sua capacidade de execução de obras dentro do orçamento previsto e com entrega antecipada.

De acordo com João Marques da Cruz, CEO da EDP no Brasil, a operação é uma das melhores expressões da estratégia de rotação de ativos. Segundo ele, com a conclusão da venda das três linhas e a aquisição da Celg T, foi possível aumentar a presença no negócio de Transmissão, de menor risco setorial, e foi criado valor adicional para os acionistas. Em outubro, a EDP adquiriu 100% das ações da Celg Transmissão, em leilão organizado pela Aneel. A compra foi realizada por R$ 1,98 bilhão de reais. Com a operação, a EDP estima uma receita anual permitida adicional de R$ 223 milhões no ciclo 2021/2022, através da aquisição dos 756 quilômetros de redes de transmissão e das 14 subestações da estatal goiana de transmissão.

Com essas operações, a EDP passa a contar com oito empreendimentos de transmissão em seu portfólio que, quando operacionais, totalizarão 2.241 km de linhas em extensão e aproximadamente R$ 702 milhões de RAP. Desde 2017, a companhia já investiu R$ 4 bilhões em obras e projetos de Transmissão adquiridos em leilões da Aneel ou no mercado secundário. Isso representa 88% de execução de seu Capex total nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Maranhão e Espírito Santo, Acre e Rondônia.