Após falha em turbogerador, Angra 2 retorna ao SIN

Eletronuclear informou que o reator nuclear não precisou ser desligado, sendo mantido com potência reduzida

Após um turbogerador da usina Angra 2 apresentar falha no sistema de controle das válvulas de admissão de vapor, na parte não nuclear da usina, foi preciso ser desligado manualmente para a substituição de alguns componentes. Com isso, a usina foi desconectada do Sistema Interligado Nacional na última quarta-feira, 16 de fevereiro.

A Eletronuclear informou que o reator nuclear não precisou ser desligado, sendo mantido com potência reduzida.

A equipe técnica da companhia concluiu o reparo no sistema de controle de vapor do turbogerador de Angra 2, na parte não nuclear da usina. Dessa forma, a unidade foi reconectada ao Sistema Interligado Nacional às 6h13, desta sexta-feira, 18 de fevereiro. O incidente não representou nenhum risco aos trabalhadores da usina, à população ou ao meio ambiente.