Venda de ativos hídricos da Contour Global no Brasil é aprovada

Empresa teve a assembleia dispensada por ter mais de 50% dos acionistas favoráveis à operação que aliena 168 MW em usinas a fio d'água ao Pátria

A ContourGlobal publicou circular em que recebeu aprovação da FCA, autoridade equivalente à CVM no Brasil, com o aval à venda dos negócios na fonte hídrica ao Pátria Investimentos. Estão envolvidas nove usinas hidrelétricas a fio d’água operando sob contratos de longo prazo com 168MW de capacidade. O negócio foi anunciado em 2021 como um processo de monetização de seus negócios de renováveis ​​no país, além de considerar novas transações com relação a outros ativos de geração de fontes renováveis.

A alienação, aponta comunicado da Contour Global, representa um primeiro passo nessa direção, cria valor atraente para os acionistas da empresa, fortalece o balanço patrimonial e permite uma alocação de capital mais eficaz.

A ContourGlobal informou ainda que a FCA concedeu à companhia, mediante a publicação do anúncio e da circular, dispensa da exigência sob as Regras de Listagem de realizar uma assembleia geral com o objetivo de aprovar a Alienação. Tal dispensa foi concedida com base no fato de que, de acordo com a Declaração de Política da FCA, a empresa obteve compromissos por escrito de acionistas detentores de mais de 50% do capital social emitido que eles aprovam a operação e votariam a favor de uma resolução para esse efeito em uma assembleia geral.