Engie fecha acordo para fornecer energia a três fábricas em SC

Parque eólico na Bahia vai fornecer 51% e 87% do consumo energético de unidades da Pamplona Alimentos no estado

A catarinense Pamplona Alimentos fechou um contrato com a Engie para receber 51% e 87% do total de energia consumida de suas unidades fabris de Rio do Sul, Presidente Getúlio, e a fábrica de rações em Laurentino. A energia virá do Conjunto Eólico Campo Largo 2, localizado em Sento Sé e Umburanas, na Bahia, maior central eólica da companhia no Brasil.

A parceria é convergente com a visão estratégica das duas organizações com forte atuação no estado, colocando a sustentabilidade como um elemento chave dos negócios. Em 2021 a Pamplona iniciou suas atividades na unidade industrial de Caçador, através de um sistema de geração por meio de painéis fotovoltaicos. O projeto é responsável por parte significativa da eletricidade consumida pela filial, com as demais unidades tendo outros contratos vigentes.