Enel SP identifica 176 irregularidades durante operação Energia Legal

Foram realizados dois registros de ocorrências e duas prisões em parceria com a Polícia Civil

A Enel SP, em conjunto com a Polícia Civil, realizou a 1ª edição da operação Energia Legal, na semana passada, no bairro do Rio Pequeno, zona Oeste da capital, onde identificou 176 irregularidades na medição de energia de estabelecimentos comerciais e residenciais. Duas pessoas foram presas em flagrante.

A distribuidora alerta que fraudes e furtos são crimes previstos no Código Penal, e a pena pode variar de um a oito anos de detenção. Cometem crime tanto as pessoas que executam fisicamente a fraude nas instalações quanto os titulares das contas de energia. A prática também contribui para tornar a conta de luz mais cara para todos os consumidores. Isso ocorre porque a Aneel reconhece nas tarifas uma parte das chamadas “perdas comerciais”, como são denominados tecnicamente os furtos e as fraudes no jargão do setor elétrico.

Outra consequência negativa, ainda de acordo com a concessionária, é a piora na qualidade do serviço prestado, prejudicando todos os consumidores. As ligações clandestinas sobrecarregam as redes elétricas, deixando o sistema de distribuição mais suscetível às interrupções no fornecimento de energia. A regularização dos clientes traz cidadania para essa parcela da população e beneficia todos os consumidores com um serviço de melhor qualidade. Qualquer consumidor pode fazer denúncias anônimas, sem a necessidade de se identificar, pelos canais de atendimento ou por meio do site https://portalhome.eneldistribuicaosp.com.br/