MCP movimentou R$ 516,9 milhões em abril

Do montante contabilizado de R$ 1,7 bilhão, foram deduzidos valores por conta do não pagamento por liminares, inadimplência e parcelamentos

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica finalizou nesta terça-feira, 07 de junho, as operações financeiras do Mercado de Curto Prazo (MCP) referentes a abril de 2022. No processo houve a liquidação de R$ 516,9 milhões, do R$ 1,7 bilhão contabilizado.

Do valor não pago, R$ 941,9 milhões ainda estão relacionados às liminares contra o pagamento do risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês) no mercado livre. Na comparação com o processamento de março de 2022, houve uma redução de R$ 196 milhões nos valores relativos ao tema, especialmente devido à opção do agente Eletrogóes por parcelar os seus débitos em 48 prestações. Com isso, os parcelamentos passaram a responder por R$ 207 milhões e a inadimplência somou R$ 641,3 mil.

(Divulgação: CCEE)

Os agentes que possuem decisões judiciais vigentes para não participarem do rateio da inadimplência advindas das liminares perceberam adimplência de 85,8%. Aqueles que seguem amparados por decisões que impõem o pagamento proporcional, verificaram uma adimplência de 21,4%. Os credores que não possuem liminares receberam cerca de 19,7% de seus créditos.