Negócios na BBCE crescem em maio

Volume energético aumentou 37,2% e quantidade de ofertas lançadas na plataforma cresceu 41,3%

Os negócios na BBCE tiveram em maio o melhor mês desde abril de 2021 impulsionados pela incerteza de chuvas e aumento da volatilidade. Em comparação com mesmo período do ano passado, a alta é de 37,2% no volume energético (GWh) e de 41,3% na quantidade de ofertas lançadas na plataforma.

Por outro lado, em quantidade de contratos, houve uma redução de 29,8% na comparação anual e aumento de 33,6% em relação a abril deste ano. O volume financeiro foi de 3,9 bilhões, o que é superior ao mês anterior, mas 75% abaixo de maio de 2021. Com isso, a alta no volume (GWh) médio por contrato foi de 82,7%.

Para o diretor de Produtos, Comunicação e Marketing da BBCE, Felipe Nasciben, as negociações em maio foram impulsionadas pela incerteza de chuvas, o que aumentou significativamente a volatilidade, com movimento de preços em todas as direções e fechamento em baixa. O ativo mais negociado foi a energia convencional do Sudeste para julho (SE COM MEN JUL/22), que representou 7,3% dos negócios. Em seguida, vieram SE CON MEN AGO/22 e SE CON MEN JUN/22.