EDP assina contrato de comercialização de energia renovável com o TCP

Contrato prevê a venda de energia com selo I-REC para abastecer a operação de contêineres refrigerados

A EDP assinou um contrato com o Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) para comercializar energia renovável. O documento prevê o fornecimento de energia com o selo I-REC (Renewable Energy Certificates, na sigla em inglês), que assegura sua origem renovável.

“Sendo o principal corredor de contêineres refrigerados do Brasil, nossas necessidades energéticas são elevadas e, partir de agora, toda essa energia virá de fontes renováveis, reforçando este compromisso”, disse o diretor comercial e institucional do terminal, Thomas Lima.

O selo I-REC é utilizado no Brasil desde 2017 e tem permitido que consumidores de eletricidade escolham utilizar energia renovável com base em evidências e rastreabilidade. A EDP tem permissão, desde 2021, para emitir e comercializar os I-RECS referentes à energia gerada por uma de suas usinas.

“A EDP tem como missão liderar a transição energética ao longo desta década, e o modelo de contrato fechado com a TCP reflete o nosso compromisso com esse propósito, por meio da oferta de uma solução que combina economia de energia com a descarbonização da operação dos nossos clientes”, ressaltou o vice-presidente de Clientes da EDP no Brasil, Carlos Andrade.

Vale destacar que com a transação, o TCP – cujo consumo médio diário de energia é equivalente ao de uma cidade de 156 mil habitantes, evita a emissão de cerca de 10 mil toneladas de dióxido de carbono (CO2) no período de 1 ano.