Cemig, Copel e Neoenergia anunciam pagamento de JCP e dividendos

Empresa paranaense vai liberar mais de R$ 1,650 bilhão para acionistas. Já empresa mineira deve depositar mais de R$ 800 milhões e multinacional outros R$167 milhões

A Neoenergia divulgou em comunicado ao mercado na última quinta-feira, 15 de junho, que aprovou em reunião o pagamento de Juros sobre Capital Próprio no valor de R$ 167.136.000,00, correspondentes a R$ 0,1376968479 por ação ordinária. O valor foi deliberado com base nos resultados apurados até o dia 30 de junho de 2022. De acordo com a Neoenergia, o pagamento será feito até 28 de dezembro de 2022 sem atualização monetária, com base na posição acionária de 5 de julho deste ano.

A Copel também anunciou que o seu conselho aprovou o pagamento de R$ 1.651.848.609,11 em proventos. Desse total, R$ 1.368.675.131,71 será em dividendos e o  pagamento será feito no dia 30 de junho. Na mesma data, serão pagos R$ R$ 283.173.477,40 dos dividendos intermediários do exercício de 2021, sob a forma de Juros sobre Capital Próprio . Os pagamentos serão efetuados na forma de crédito na conta corrente bancária constante no cadastro do acionista.

Na Cemig, o valor bruto do JCP chega a R$ 353 milhões, equivalente a R$0,160416299 por ação, a ser compensado com o dividendo mínimo obrigatório de 2022, com retenção de 15% de imposto de renda na fonte. estão aptos a receber os acionistas detentores de ações no dia 24 de junho de 2022. O pagamento será efetuado em duas parcelas, uma até 30 de junho e a outra até 29 de dezembro. A estatal mineira anunciou ainda que no mesmo dia 30 de junho vai pagar R$ 477,6 milhões por JCP , mas referentes ao exercício de exercício 2021, o que corresponde a R$0,28217513295 por ação ordinária ou preferencial, referentes à primeira parcela. Também serão pagos R$ 505,6 milhões na primeira parcela  de pagamentos de dividendos de 2021. O valor corresponde a R $0,29870896368 por ação ordinária ou preferencial.