Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A Copel confirmou que o Estado do Paraná, acionista controlador da elétrica, e a própria companhia, juntamente com as instituições financeiras coordenadoras da potencial oferta pública de distribuição primária e secundária de ações, planejam realizar o lançamento da Oferta Pública ainda nesta terça-feira, 25 de julho ou quarta-feira, 26. A operação visa a privatização da empresa no mesmo modelo da Eletrobras, com a diluição do capital, sem um controlador específico.

A operação deverá considerar a cotação das ações ordinárias da companhia (CPLE3) no fechamento do mercado de ontem, 24 de julho, assim a Oferta Pública envolveria valores entre R$ 4,3 bilhões a R$ 5 bilhões.

Em seu comunicado, a Copel lembra que a efetiva realização da Oferta está sujeita, entre outros fatores, às condições macroeconômicas e de mercado no Brasil e no exterior, à celebração de contratos definitivos e aos procedimentos inerentes à realização de ofertas públicas na forma da regulamentação vigente, fatores esses alheios à vontade da companhia.

Até às 15h10 minutos, o prospecto da oferta não havia sido registrada no site da Comissão de Valores Mobiliários, a CVM.