Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

Quando falamos de gestão de energia no Mercado Livre é sabido que muitas empresas ainda contam com soluções de cálculos manuais e demonstração destes resultados através de formas não centralizadas. Além disso, a aquisição dos dados sempre é uma dor para toda Comercializadora ou Gestora de energia para demonstrar resultados nas operações dos seus clientes.

Com investimentos massivos em desenvolvimento por quatro anos, o eGrid nasceu de uma spin off de uma gestora de energia, acelerada pelo Instituto Caldeira e que agora conta com diversas soluções para padronizar e acelerar a gestão de energia, centralizando informações e utilizando API´s (Interface de Programação de Aplicação) para facilitar o trabalho de escritórios de Back, Middle e Front Offices.

O foco das novas features é voltado para a Automatização das Operações e Fidelização dos Clientes, ao prover informação de qualidade para os consumidores que utilizam a plataforma.

O Banrisul é um dos clientes que utiliza o eGrid. A gerente de Engenharia da instituição, Vânia Tibério, relata que começaram a utilizar a plataforma assim que migraram as primeiras unidades para o Mercado Livre de Energia.

“A gestora que nos atende utiliza o eGrid e com ele vemos tudo em um só lugar, desde os resultados de cada unidade no Mercado Livre, relatórios de múltiplas unidades, até a telemetria de nossas unidades, identificando quais agências são mais ou menos eficientes. Foi incrível conhecer o consumo de energia pelas lentes dessa plataforma”, salientou a executiva.

De acordo com o CTO da plataforma, Gian Winckler, a plataforma busca atender clientes que precisam automatizar processos, desde controlar fechamentos de mercado de curto prazo até avaliar se contas de energia de concessionárias de energia estão sendo calculadas corretamente, aplicando impostos ou créditos de acordo com os procedimentos de faturamento vigentes.

Novidades

“Hoje, estamos trabalhando para nos transformar em um ecossistema de soluções de gestão de energia, conectando aplicações e buscando soluções em tratamento de dados e cruzamento de informações de consumo. Temos conversado inclusive com outras plataformas para conectar as mesmas e, no futuro, termos o melhor de cada área em um só lugar” revela o COO da plataforma, Jeremias Wolff.

Segundo Jeremias Wolff, são encontradas muitas vezes oportunidades ao recalcular as operações de concessionárias e comercializadoras, ou mesmo o próprio sistema pode encontrar inconsistências de medição de consumidores através de API´s que buscam informações em múltiplos agentes do setor. “Hoje, estamos conectando múltiplas telemetrias em protocolo aberto, onde o eGrid acessa qualquer tipo de medidor e assim consegue unificar múltiplas fontes de dados/medições em uma só plataforma”, frisou.

O sistema busca explorar as integrações com outros sistemas e crescer agora ainda mais nos dados em tempo real, bem como ser uma via para facilitar a gestão de consumidores varejistas, área que prevemos nosso maior crescimento.

(Nota da Redação: Conteúdo patrocinado produzido pela empresa)