Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A CCEE divulgou nesta segunda-feira, 11 de setembro, que o mercado de curto prazo (MCP) do setor elétrico brasileiro liquidou R$ 771,5 milhões em julho de 2023, do total de R$ 1,98 bilhão contabilizado. A entidade registrou R$ 990 milhões ainda represado por conta de liminares contra o pagamento do risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês) no ambiente de contratação livre.

Segundo a CCEE, os parcelamentos, inclusive aqueles vinculados ao pagamento dos débitos abertos após a repactuação do GSF, passaram a responder por aproximadamente R$ 153,2 milhões e a inadimplência efetiva somou cerca de R$ 70,1 milhões, cerca de 3% do total contabilizado.

Vale destacar que os agentes que possuem decisões judiciais vigentes para não participarem do rateio da inadimplência advinda das liminares de GSF perceberam adimplência próxima a 87,3%. Aqueles que seguem amparados por decisões que impõem o pagamento proporcional verificaram uma adimplência de cerca de 31,2%. Os credores que não possuem liminares receberam aproximadamente 30,1% de seus créditos.