Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A previsão de energia natural afluente no Sul do país continua acima da média histórica em setembro. Segundo a revisão semanal do PMO para o período, a estimativa é de que alcance 114% da MLT. Nas demais regiões a indicação é de relativa estabilidade em relação aos índices das semanas anteriores com 87% no Sudeste/Centro-Oeste, de 70% no Norte e de 69% no Nordeste.

Já a previsão de crescimento da carga desacelerou e agora é de expansão de 5,2% no mês. Essa previsão decorre da estimativa de expansão de 10% no Norte, 5,8% no SE/CO, de 2,5% no Sul e de 2,9% no NE. Na análise do ONS, as considerações do cenário econômico recente, associadas às informações meteorológicas do período são fatores que explicam o comportamento da carga durante o mês de setembro de 2023.

Em todo o país, o nível de reservatórios indica queda ante o atual volume. Em quase todos os submercados estão acima de 70%. O menos elevado para o final de setembro é no NE com 68%. Depois vem o SE/CO com 71,8%, depois vem o Norte com 77% e o Sul com 86,3%.

Com esses dados, o CMO em todo o país em todos os patamares de carga segue zerado. Despacho térmico somente por declaração de inflexibilidade das usinas. Essa semana operativa é prevista a geração de 4.378 MW médios. A mais cara é a UTE a gás Paulínia a gás natural e CVU de R$ 1.130,11 por MWh.

Na semana passada ocorreu precipitação acima da média nas bacias dos rios Jacuí, Uruguai, Iguaçu e na incremental à UHE Itaipu, resultado dos ciclones extra tropicais que vêm atingindo a região. Já na semana de 16 a 22 de setembro deve ocorrer precipitação nas bacias dos rios Jacuí e Uruguai.