Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 foi de 0,21% em outubro, 0,14 ponto percentual abaixo da taxa de setembro, de 0,35%. No ano, o índice acumula alta de 3,96% e, em 12 meses, de 5,05%, acima dos 5% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em outubro de 2022, a taxa foi de 0,16%. O grupo Habitação, onde energia está inserida, teve variação de 0,26%. O item energia elétrica residencial teve uma queda de 0,07% em outubro.

No contraponto, o gás de botijão teve variação de 1,24%, se destacando nas altas do grupo. O aluguel residencial subiu 0,29%. Já a taxa de água e esgoto teve um aumento de 0,27% devido reajuste de 6,75% em Salvador (BA), a partir de 25 de setembro.

Sete dos nove grupos pesquisados registraram alta em outubro. A maior variação, de 0,78% e o maior impacto, de 0,16 p.p, vieram de Transportes pelo segundo mês consecutivo.