Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A EDP assinou um contrato para vender duas linhas de transmissão (EDP Transmissão SP-MG e Mata Grande Transmissão de Energia) para a Edify Empreendimentos e Participações S.A, um fundo administrado pela Actis. As linhas de transmissão têm extensão total de 857 quilômetros. Esta operação faz parte da estratégia de rotação de ativos de transmissão no Brasil, definida no plano de negócios da companhia, e foi realizada pelo valor de R$2,7 bilhões.

Segundo o CEO da EDP Brasil, João Marques da Cruz, dentre os 29 países em que o Grupo EDP atua, o Brasil é o único mercado com ativos em transmissão. Segundo ele, esta é uma das avenidas de crescimento da empresa, de forma que a EDP continuará engajada na realização de investimentos futuros em lotes de transmissão e implementando uma estratégia de rotação de ativos. Ele ainda afirmou que agora vão seguir com foco na análise dos lotes para os próximos leilões.

Desde 2017, a EDP já atuou em obras e projetos de Transmissão em 8 estados do Brasil, sendo responsável pela construção de mais de 2.700 km de linhas. Em 2022, a companhia assumiu o controle da antiga Celg Transmissão S.A (Celg-T), que passou a se chamar EDP Goiás e conta com uma nova sede no Estado, além de investimentos em obras de ampliação e modernização que já refletem em uma energia de maior qualidade para os goianos.