Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A 2W Ecobank tornou-se empresa carbono neutro. Foram investidos US$ 14.390 na compra de créditos para compensar as oito mil toneladas de carbono geradas pela empresa em 2022, negociados na Air Carbon Exchange (ACX), a principal bolsa digital global de negociação de créditos de carbono e produtos ligados ao meio ambiente, localizada em Cingapura. Vale dizer que para efetivar a compensação de carbono, os créditos adquiridos devem ser aposentados, etapa também concluída pela 2W Ecobank junto ao Registro VERRA (padrão de maior credibilidade do mercado voluntário de carbono).

O montante adquirido é proveniente de um projeto desenvolvido na Mata Atlântica, chamado Florestal Santa Maria tipo REDD (Redução de Emissões provenientes de Desmatamento e Degradação Florestal), no norte do Mato Grosso, que preserva o rio Aripuanã.

A empresa destacou que esse processo de adquirir e aposentar créditos de carbono faz parte do portfólio de serviços da 2W Ecobank dentro do escopo de carbono para seus clientes. A iniciativa é voltada para atender o mercado voluntário, que abrange empresas que deliberadamente decidem compensar suas emissões, visando colaborar na mitigação do aquecimento global.

Com dois parques de produção de energia eólica em operação no Brasil, a 2W Ecobank já possui em desenvolvimento projetos de redução de emissões que irão gerar, num período de 10 anos, aproximadamente 3,1 milhões de créditos de carbono somente do parque Anemus (RN), já em operação. A geração de créditos de carbono do parque Kairós (CE) ainda está sendo estimada.