A linha de negócios Coating & Adhesive Resins da Evonik alcançou uma redução significativa nas emissões de carbono ao alimentar a produção de acrilatos especiais DEGACRYL, em Darmstadt, Alemanha, com eletricidade proveniente de fontes renováveis. Essa iniciativa, em vigor desde o início do ano, resulta em uma economia anual de cerca de 1.400 toneladas métricas de CO2.

A empresa destacou que a mudança para a energia renovável está alinhada com o compromisso da linha de negócios com a sustentabilidade. Com menos emissões de CO2, a linha de negócios contribui para atingir suas próprias metas de sustentabilidade e, ao mesmo tempo, atender às exigências do mercado.

A integração da eletricidade verde ao processo de produção é outro elemento fundamental para a produção mais sustentável de acrilatos especiais. Durante muitos anos, o vapor necessário para a produção era proveniente de uma usina local de transformação de resíduos em energia, utilizando o calor residual para gerar valor adicional.

Os acrilatos especiais DEGACRYL produzidos em Darmstadt são usados em uma ampla gama de aplicações. Na indústria de embalagens, são essenciais para a selagem térmica de lacas utilizadas em embalagens de produtos lácteos, fármacos, entre outros, promovendo a criação de soluções de embalagens eco-friendly. Além disso, estes acrilatos desempenham um papel crucial no setor médico como matéria-prima em próteses dentárias e cimento ósseo, bem como em aplicações adesivas.