A Eneva firmou uma parceria com a SoulCode Academy para levar educação tecnológica às mulheres de Itapiranga, no interior do Amazonas. Buscando transformar a vida e possibilitar novas oportunidades e perspectivas de futuro, o Projeto Elas Empreendedoras da Eneva visa capacitar mulheres em vulnerabilidade social, proporcionando-lhes oportunidades de crescimento econômico e social. Dados do IBGE apontam que 48,9% das mulheres no município de Itapiranga encontravam-se em situação de vulnerabilidade.

Inicialmente o projeto tem como foco capacitar 30 mulheres e promover o letramento digital de empreendedoras locais. Segundo a diretora executiva de estratégia e ESG da Eneva, Flavia Heller, o conhecimento de competências digitais irá ampliar o acesso das mulheres do Elas Empreendedoras à informação, educação, recursos de saúde, serviços governamentais e financeiros e oportunidades de emprego e geração de renda.

O conteúdo do curso foi desenvolvido considerando a realidade local e foram projetadas soluções inclusivas que atendem às necessidades das mulheres do grupo. Todos os equipamentos necessários serão doados pela Eneva, que também disponibilizará o local, transporte e acesso à internet para a realização das aulas.

De acordo com o Banco Mundial, o Brasil ocupa a última posição no ranking mundial de competências digitais, e o cenário se torna ainda mais agravante ao notarmos que existe uma probabilidade quatro vezes maior de homens já possuírem essas competências, em detrimento das mulheres.