Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A EDP está com inscrições abertas para o Hope Fund, um novo programa de financiamento e incubação destinado a projetos sociais que contribuam para uma transição energética justa. Com duração de três anos, o Hope Fund procura organizações com soluções inovadoras que abordem questões sociais no contexto da transição energética para serem implementadas em Portugal, Espanha e países da América Latina. As organizações interessadas em se candidatarem ao fundo podem acessar a plataforma Bridge for Billions, neste link, até 31 de agosto.

Segundo a empresa, a iniciativa oferece apoio financeiro, bem como um programa de incubação e aceleração para ajudar os empreendedores a desenvolverem estratégias de expansão para as suas soluções de impacto social. Mentores com conhecimento especializado trabalharão posteriormente com os selecionados para ajudar a avançar com os seus projetos. Os candidatos terão a oportunidade de receber até 500 mil euros de financiamento.

A EDP informou que tem dois parceiros para esta iniciativa: a Ashoka, uma organização global especializada em identificar e apoiar empreendedores sociais, e a Bridge for Billions, uma plataforma online que fornece ferramentas, recursos e mentoria para empreendedores nas fases iniciais de crescimento. Em linha com o compromisso global da EDP de promover uma transição energética justa e inclusiva, o Hope Fund visa promover, apoiar e ajudar a escalar projetos inovadores que abordem questões críticas em diferentes comunidades.

Os projetos serão avaliados e escolhidos com base na sua inovação, impacto, escalabilidade e sustentabilidade. Os candidatos devem ter solução em uma ou mais das seguintes ações:

• Dar acesso à energia limpa, confiável, segura e acessível a comunidades em situação de vulnerabilidade social e/ou pessoas desfavorecidas.
• Fornecer eficiência energética para comunidades em situação de vulnerabilidade social e/ou pessoas desfavorecidas.
• Promover a formação e requalificação para as indústrias de transição energética com modelos de taxas acessíveis.
• Fomentar a preservação e restauração de florestas e biodiversidade com impacto social positivo, especialmente em áreas vulneráveis.