Cotas do Proinfa das transmissoras para janeiro somam R$ 22,6 milhões

Aneel também fixou em R$ 20,8 milhões a cota da CDE em novembro

A Agência Nacional de Energia Elétrica fixou as cotas de custeio referentes ao Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica das transmissoras para o mês de janeiro de 2017. De um total de R$ 22.641.846,21, a Eletronorte vai desembolsar o maior valor de R$ 8.324.187,06. A Chesf vem em seguida com a cota de R$ 4.382.363,05. A Coqueiros vai recolher apenas R$ 353,27. As cotas deverão ser recolhidas para a Eletrobras até o dia 10 de dezembro de 2016.

A Aneel também definiu as cotas da Conta de Desenvolvimento Energético referentes ao mês de setembro de 2016 para as transmissoras que atendam consumidor livre ao autoprodutor com unidade de consumo conectada às instalações da Rede Básica. As cotas somam R$ 20.801.777,66. A Cemig vai recolher R$ 5.323.654,62 e a Eletronorte R$ 4.799.671,63. A Coqueiros ficou com a menor cota de R$ 1.355,86. Os valores deverão ser recolhidos até o dia 30 de novembro de 2016.