Tarifas da Energisa MG podem aumentar, em média, 5,84%

Índice preliminar de revisão tarifária de empresa ficará em audiência pública até 9 de maio

A revisão tarifária periódica da Energisa Minas Gerais deve resultar em aumento médio de 5,84% para as tarifas da concessionária, com efeito médio de 11,97% para os clientes conectados em alta tensão e de 4,20% para os consumidores de baixa tensão. A proposta da Agência Nacional de Energia Elétrica fiacará em audiência pública de 6 de abril a 9 de maio, com reunião pública prevista para 28 de abril, em Cataguases (MG). 

O índice final de revisão entrará em vigor em 22 de junho. A Aneel também apresentou proposta com os limites dos indicadores DEC e FEC, que medem a duração e a frequência das interrupções no fornecimento de energia por conjunto de consumidores, para o período de 2017 a 2021.