Aneel define cotas do Proinfa de transmissoras para setembro em R$ 17 milhões

CDE relativo a maio de 2015 totaliza R$ 7 milhões. Cota da Cemig-GT para esse encargo é de R$ 1,6 milhão

A Agência Nacional de Energia Elétrica estabeleceu na última terça-feira, 14 de julho, as cotas de custeio do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétricas relativas a setembro de 2015 para as transmissoras. De um total de R$ 17.044.367,48, a Eletronorte é a que vai recolher o maior montante, de R$ 5.944.119,24, seguida da Chesf, com R$ 3.973.178,67. A menor cota, de R$ 220,36, ficará com a Itatim. O período para recolhimento, que deverá ser feito à Eletrobras, termina no próximo dia 10 de agosto.

A Aneel fixou ainda os valores das cotas do encargo setorial da Conta de Desenvolvimento Energético para maio de 2015 para as transmissoras. O total que deverá ser arrecadado pelas concessionárias é de R$ 7.009.592,51. A maior cota será a da Cemig-GT, com R$ 1.651.996,08. Logo em seguida vem a cota de Furnas, que vai chegar a R$ 1.278.286,14. A Itatim, mais uma vez, ficou com a menor cota, de R$ 168,70. Os montantes deverão ser recolhidos até o dia 30 de julho de 2015.