Produção de petróleo no pré-sal atinge novo recorde diário em novembro, afirma Petrobras

No entanto produção média da matéria prima e gás natural no período tiveram redução em comparação ao mês anterior

A Petrobras informou na última sexta-feira, 15 de dezembro, os valores da produção total de petróleo e gás natural em novembro, que chegou a 2,72 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), sendo 2,62 milhões boed produzidos no Brasil e 99 mil boed no exterior.

A produção média de petróleo no país foi de 2,13 milhões de barris por dia (bpd), volume 1,5% inferior ao de outubro. Esse resultado se deve, principalmente, à parada programada para manutenção do FPSO Cidade de Niterói, que opera no campo de Marlim Leste, na Bacia de Campos.

A produção de gás natural no Brasil, excluído o volume liquefeito, foi de 78,4 milhões de m³/d, 2,3% abaixo do mês anterior. Essa redução também foi decorrente da parada do FPSO Cidade de Niterói, além da redução da produção em campos do Amazonas devido à manutenção no sistema de compressão.

Por outro lado, em novembro a produção de petróleo operada pela Petrobras na camada pré-sal atingiu um novo recorde diário, alcançando a marca de 1,45 milhão de barris no dia 30 de novembro.

A produção mensal foi de 1,65 milhão boed, volume 1,5% acima do mês anterior. Esse resultado se deve, principalmente, ao crescimento da produção do campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos, por meio da plataforma P-66.

Quanto a produção de petróleo nos campos do exterior, em novembro atingiu a marca de 60 mil bpd, volume 2,8% inferior ao mês anterior. Essa redução deve-se, principalmente, a ocorrências operacionais nos campos produtores de Lucius e Cascade, ambos no Golfo do México.

Já a produção de gás natural foi de 6,8 milhões de m³/d, volume 6,8% inferior ao mês de outubro de 2017, devido à ocorrências operacionais no campo de Hadrian South.