Após duas horas, leilão A-6 segue com deságios acima de 20% em todas as fontes

Certame começou às 9h e está sendo operacionalizado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica

O leilão A-6 já tem duas hora de duração nesta quarta-feira, 20 de dezembro. A fonte eólica apresenta 64% de deságio, cotada a R$ 100,02/MWh. A fonte térmica a gás tem deságio de 31,7%, cotada a R$ 217,91/MWh. Os produtos biomassa e carvão apresentam deságio de 33,6%%, cotados a R$ 218,43/MWh; O produto hidráulico está com deságio de 20,1%, a R$ 221,49/MWh.

O leilão começou às 9h e está sendo operacionalizado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), em São Paulo. O objetivo do leilão é contratação de energia elétrica de novos empreendimentos, com início de suprimento em 1º de janeiro de 2023.

Segundo a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), foram cadastrados 1.092 projetos, totalizando 53.424 MW de potência instalada. Desse montante, 953 projetos referem-se a empreendimentos eólicos, 66 de PCHs, quatro hidrelétricas, 42 de termelétricas a biomassa, quatro de termelétricas a carvão e 23 de termelétricas a gás natural.

Os preços iniciais são:

UHE: R$ 281,00/MWh;
Eólica: R$ 276,00/MWh;
Biomassa e Carvão: R$ 329,00/MWh;
Gás Natural: R$ 319,00/MWh.