Ministro anuncia filiação ao MDB nos próximos dias

Decisão dependia da dissolução do diretório regional em Pernambuco, aprovada ontem pelo diretório nacional do partido

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, disse em conversa com jornalistas que deve se filiar ao MDB nos próximos dias. A filiação ao partido dependia da dissolução do diretório regional do MDB em Pernambuco, o que foi feito nesta terça-feira, 20 de março, pelo diretório nacional.

Para o ministro, sem os obstáculos à entrada no partido, com a retirada do diretório das de adversários políticos no estado, como o deputado Jarbas Vasconcelos, a entrada no MDB deve ser consequência natural dos próximos dias.

Fernando Coelho Filho, que saiu do PSB, disse que ainda vai conversar com o presidente do MDB, Romero Jucá, e com o próprio presidente Michel Temer, para oficializar a filiação.

Perguntado se pretende fazer o sucessor no MME, o ministro respondeu que a decisão é do presidente da República. “Eu sempre falei para vocês que, independente do nome, sempre que chamado, nosso intuito é de poder fazer não uma indicação de nome, mas que a gente possa manter a agenda de trabalho do ministério. Tem muitas entregas importantes ainda para ser feitas, como a questão do gás, do PL da Eletrobras, cessão onerosa, regulamentação do Renovabio, regulamentação dos projetos de mineração. Então, esse é o nosso compromisso.”