Revisão tarifária da RGE levará a aumento médio de 20,28%

Distribuidora atende 1,4 milhão de unidades consumidoras no Rio Grande do Sul

As tarifas da Rio Grande Energia vão aumentar em média 20,28%, com impacto médio de 19,04% para consumidores atendidos em alta tensão e de 21,55% para os clientes do segmento de baixa tensão. Os índices resultantes da revisão tarifária da companhia entrarão em vigor em 19 de junho.

O efeito tarifário reflete os aumentos de 2,89% nos encargos setoriais, de 1,05% nos custos de transmissão, de 5,50% nos custos de compra de energia e de 6,10% no custo de distribuição; além da inclusão na tarifa de 5,71% em custos financeiros e da retirada de -0,69% em financeiros dos 12 meses anteriores.

A Aneel também estabeleceu os limites dos indicadores de qualidade que DEC e FEC, que medem a duração e a frequência das interrupções no fornecimento de energia elétrica na área de concessão da distribuidora, para o período de 2019 a 2023. A distribuidora atende 1,4 milhão de unidades consumidoras no interior do Rio Grande do Sul.