CPFL Paulista aplicou R$ 13,7 milhões no sistema elétrico no interior de SP

Investimentos realizados no 2º trimestre foram direcionados para expansão e manutenção da rede elétrica de dez cidades

A CPFL Paulista investiu um montante de R$ 13,7 milhões na modernização, manutenção e expansão da rede elétrica das regiões de Ribeirão Preto, Piracicaba e Marília durante o segundo trimestre de 2018. Os aportes têm como objetivo aumentar o nível de conforto e qualidade do serviço oferecido aos 738,8 mil clientes atendidos nessas áreas de concessões da companhia.

Do valor total aportado, R$ 9,8 milhões foram direcionados para os municípios de Cravinhos, Brodowski, Sertãozinho, Morro Agudo e Jaboticabal, próximos a Ribeirão Preto. Destes recursos, R$ 1,9 milhão foram aplicados na ligação de novos consumidores nas áreas urbana e rural, por meio da ampliação da rede elétrica e da instalação de novos medidores, o que possibilitou o acréscimo de 2,1 mil novos clientes na base de consumidores residenciais, comerciais e industriais.

Para suportar o crescimento do mercado e garantir a qualidade dos serviços na região de Ribeirão Preto, a distribuidora destinou R$ 4,6 milhões para ampliação da capacidade de subestações e linhas de transmissão e em adequação de capacidade da rede de distribuição.

Outros R$ 2,7 milhões ainda foram aplicados em ações de manutenção e melhorias na rede elétrica. Na frente de manutenção, foi destinado R$ 1,1 milhão, ao passo que os aportes em melhorias nas redes primária (instalação do spacer cable) e secundária (colocação de cabos multiplexados) e a instalação de novos equipamentos somaram R$ 1,6 milhão. São cabos mais robustos e resistentes, minimizando os desligamentos, por exemplo, pelo toque de galhos de árvores. Quanto aos projetos de modernização das redes de Transmissão e Distribuição e em projetos focados em Smart Grid (redes inteligentes), foram dedicados em torno de R$ 436,4 mil.

Já na região de Piracicaba e Brotas, a CPFL aportou um total de R$ 2,8 milhões, sendo R$ 644 mil para a ligação de novos consumidores nas áreas urbana e rural entre abril e junho deste ano, o que possibilitou o acréscimo de 2.870 novos consumidores para a companhia.

A concessionária também aplicou R$ 1,1 milhão em ações de manutenção e melhorias na rede e R$ 574,8 mil para manutenção, ao passo que os aportes em melhorias nas redes primária e secundária e na instalação de novos equipamentos contaram com R$ 610,9 mil. Outros 292,5 mil foram reservados para ampliação da capacidade de subestações e linhas de transmissão, além da adequação de capacidade da rede de distribuição. Por fim, as ações focadas em Smart Grid contaram com cerca de R$ 719,7 mil em recursos.

Por sua vez, os investimentos empreendidos na região de Marília e Garça no segundo trimestre do ano movimentaram R$ 1,1 milhão. Deste montante, R$ 410,6 mil foram investidos na ligação de novos consumidores nas áreas urbana e rural, representando 1.511 novos clientes na base de consumidores atendidos pela concessionária.

 No intuito de garantir a qualidade dos serviços na região com o crescimento da demanda energética, a empresa dedicou R$ 318,7 mil na ampliação da capacidade de subestações e linhas de transmissão, além da adequação de capacidade da rede de distribuição.

Também foram aportados R$ 360,2 mil em ações de manutenção e melhorias na rede elétrica. Quanto à manutenção, foram destinados R$ 189,3 mil, e as melhorias nas redes primária e secundária e na instalação de novos equipamentos somaram R$ 170,8 mil. Para as propostas de Smart Grid (redes inteligentes), a distribuidora reservou em torno de R$ 72,2 mil.

Na visão do presidente da CPFL Paulista, Carlos Zamboni Neto, o trabalho vem sendo realizado continuamente para oferecer excelência na prestação do serviço, qualidade no fornecimento de energia e segurança aos seus consumidores, o que contribui para o desenvolvimento socioeconômico dos municípios de sua área de concessão. “O Grupo CPFL está presente na vida seus clientes o tempo todo e investe em infraestrutura para levar a melhor qualidade no fornecimento de energia elétrica do País”, afirmou o presidente.