Senado rejeita PL das distribuidoras

Proposta que previa solução para o GSF recebeu 34 votos contrários e 18 favoráveis

Com um placar de 34 a 18 e uma abstenção, o plenário do Senado rejeitou o projeto de lei da Câmara (PLC) 77, que previa medidas para facilitar a privatização das distribuidoras Eletrobras e uma solução para os débitos relacionados ao risco hidrológico (medido pelo GSF) de geradores com contratos no mercado livre. A matéria tramitava em regime de urgência constitucional e entrou na pauta de votações da casa nesta terça-feira, 16 de outubro.