Paraná muda governança de projeto de geração distribuída

Projeto Smart Energy Paraná passa a integrar o Programa Paranaense de Energias Renováveis

O Governo do Estado do Paraná mudou a governança do projeto Smart Energy Paraná, que passou a integrar o Programa Paranaense de Energias Renováveis, cuja coordenação está a cargo do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar).

O Projeto Smart Energy Paraná tem seu foco no uso de geração de energia elétrica distribuída no Estado, tendo como objetivos principais a promoção da adequação da rede de energia elétrica convencional em rede inteligente; a disseminação da geração distribuída por fontes de energias renováveis, usando principalmente geração eólica, fotovoltaica, biomassa, biogás e aproveitamento energético de resíduos sólidos urbanos; e o incentivo a modelos de aplicação para a eficiência energética.

O diretor-presidente do Tecpar, Júlio Felix, também destaca como objetivo do projeto o desenvolvimento de competências locais em energias renováveis e a sensibilização da sociedade na utilização inteligente dessas novas tecnologias. “Para isso, o novo decreto modificou a governança do projeto, ampliando o número de participantes para difundir ainda mais as informações sobre o uso das tecnologias na área de energias sustentáveis”, disse.

Entre os membros da governança do projeto Smart Energy Paraná estão representantes de secretarias estaduais, de empresas públicas – como o Tecpar, Copel, Sanepar e Compagas, de universidades estaduais e federais, da Itaipu Binacional, da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), do Lactec, da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep) e da Rede Brasileira para o Desenvolvimento da Metrologia, Tecnologia e Qualidade.

O Decreto 11538/18, que atualiza as informações sobre o Projeto Smart Energy Paraná, pode ser consultado pelo link http://goo.gl/F2ciDd.