Eletrobras tem nova sede no Rio de Janeiro

Empresa passa a ocupar edifício Mario Bhering, no centro da capital. Custos com alugueis caem mais de R$ 2 milhões

A Eletrobras tem novo escritório central no Rio de Janeiro – o edifício Mario Bhering, situado na rua da Quitanda, nº 196, no Centro. A concentração dos empregados no novo endereço é uma iniciativa prevista no Desafio 22, o Plano Diretor de Negócios e Gestão da companhia para o período de 2018 a 2022, e representa uma economia de mais de R$ 2 milhões mensais com custos de aluguel. A ação integra o pilar disciplina financeira do PDNG, promovendo a redução de custos administrativos e de manutenção com imóveis. O edifício Mario Bhering abrigou a antiga sede do Operador Nacional do Sistema Elétrico e pertence ao fundo Eletros. A troca de sede já vinha sendo anunciada pelo presidente Wilson Ferreira.

Em 2017, a Eletrobras tinha escritórios em seis prédios do Centro do Rio, com gastos de aluguel de R$ 3,3 milhões ao mês. Em 2019, este custo mensal será de R$ 1,1 milhão. O prédio pertence à Fundação Eletros e sua locação contribuirá para os planos de benefícios da entidade. Além da racionalização do espaço físico ocupado e da otimização de serviços, a iniciativa cria condições para a desmobilização de capital, que poderá ser aplicado no core business da empresa.

A mudança representa um marco na história da empresa e acontece, de forma escalonada, ao longo do mês de dezembro. O edifício Mario Bhering passou por uma modernização, fruto de projeto da consultoria GAD, para receber os colaboradores da Eletrobras com o conceito de espaço aberto, com menos paredes e divisórias. Houve investimento em iluminação eficiente, elevadores inteligentes, acesso controlado por biometria, sala de amamentação e espaços de convivência que favorecem um ambiente mais colaborativo e sinérgico.