Copel lucra R$ 390 milhões no 4º trimestre e R$ 1,4 bilhão em 2018

Plano de venda de ativos não core segue em estudo pela companhia

A Copel reportou lucro líquido de R$ 390,8 milhões no quarto trimestre de 2018, quase três vezes mais do que em 2017. Em 2018, a empresa apresentou resultado positivo acumulado de R$ 1,44 bilhão, aumento de 29,1% na comparação com o ano imediatamente anterior.

O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda) somou R$ 756,6, milhões no quarto trimestre de 2018, crescimento de 45% na comparação com igual período de 2017. No ano, o Ebitda totalizou R$ 3,14 bilhões, alta de 9,4% quando comparado com 2017.

A receita líquida alcançou R$ 3,67 bilhões no quarto trimestre de 2018, queda de 6,1% na comparação trimestral. No ano, a receita atingiu R$ 14,9 bilhões, crescimento de 6,5% na comparação anual.

Entre 2017 e 2018, a empresa cortou 920 pessoas do quatro de funcionários, o que trará uma economia anual da ordem de R$ 200 milhões já em 2019. As conclusões dos projetos de Colíder, Cutia e Baixo Iguaçu vão gerar um incremento anual na receita de R$ 450 milhões.

Focados na conclusão de obras de geração e transmissão, a empresa investiu um total e R$ 2,6 bilhões em 2018, sendo R$ 670 milhões só no quarto trimestre. Em 2019, a previsão é investir R$ 1,99 bilhão, sendo R$ 1,35 bilhão em geração, distribuição e telecomunicações.

Sobre a venda de ativos, o presidente da Copel, Daniel Pimentel Slaviero, disse que o tema segue em discussão, em busca de um modelo que atraia o maior número de interessados na Copel Telecom e Compagás.