RGE aplica R$ 4,6 milhões na ampliação de linha de distribuição no RS

Obra que aumenta capacidade da LD Guarita - Frederico Westphalen em 50% foi concluída em agosto na rede que interliga o Noroeste gaúcho, beneficiando cerca de 30 mil clientes na região

A linha de distribuição Guarita – Frederico Westphalen da elétrica RGE, localizada no Noroeste do Estado, passou por obras de reforço e que aumentaram em 50% a sua capacidade. As obras foram concluídas no final de agosto e duraram cerca de um ano, numa linha supre as cargas da Subestação Frederico Westphalen. O projeto contou com investimentos da ordem de R$ 4,6 milhões e contemplou a instalação de duas estruturas novas e a substituição de 40 antigas, sendo 38 de madeira por concreto e duas de madeira por material metálico.

Segundo a empresa, as obras de ampliação da capacidade da LD beneficiam, diretamente, a população do Noroeste do RS, principalmente das cidades de Frederico Westphalen, Iraí, Caiçara, Vicente Dutra, Taquaruçu do Sul, Vista Alegre, Palmitinho, Pinheirinho do Vale e Seberi. O trecho que passou pelas ações de reforço e modernização possui 32 km de extensão. As ações fazem parte dos investimentos programados da distribuidora do Grupo CPFL e têm por objetivo aumentar a oferta de energia elétrica, visando atender à demanda dos clientes e qualificar ainda mais o serviço prestado na região.

De acordo com o Diretor-Presidente da RGE, Marco Antonio Villela de Abreu, a iniciativa representa um acréscimo significativo na confiabilidade do sistema de distribuição de energia na região, que possui um grande bloco de consumidores. “Linhas como essa levam energia a milhares de clientes. Esta, especificamente, irá beneficiar, direta e indiretamente, cerca de 30 mil clientes da região”, informa o executivo.

Alinhada com o Planejamento Estratégico do Grupo CPFL Energia, a distribuidora que atende 381 municípios gaúchos investiu R$ 373,6 milhões em obras de ampliação, melhoria e modernização da rede nos seis primeiros meses deste ano. Esses aportes permitiram que centenas de obras fossem executadas no período, como a substituição de 39 mil postes de madeira por concreto na área de concessão, a instalação de 127 novos religadores automáticos e construção ou melhoria de 364 Km de rede de média tensão.