Distribuição de debêntures incentivadas na área de energia chega a R$ 6 bi em novembro

Desde 2012, setor lidera na distribuição desses papéis, com R$ 57,5 bilhões e 74% de participação no total

Foram feitas em novembro de 2019 14  emissões de debêntures incentivadas da área de energia, com valor total de R$ 6 bilhões. De acordo com a última edição do Boletim de Debêntures Incentivadas do Ministério da Fazenda, desde 2012, o volume total captado pelo mecanismo, que também atende as áreas de transporte, telecomunicações e saneamento, chegou a R$ 77,7 bilhões com uma quantidade total de 279 distribuições. A área de energia novamente se destaca nas distribuições, com 74% do total ou R$ 57,5 bilhões.

O setor de transportes distribuiu R$ 18,1 bilhões, com 23,3% de participação; o de saneamento ficou com R$ 1,1 bilhão ou 1,4% de participação e o de telecomunicações distribuiu R$ 0,9 bilhão e 1,1% de participação. Em 2o19, já foram R$ 22,5 bilhões para a área de energia.

O boletim diz ainda que entre as debêntures distribuídas por meio de Oferta Pública e Oferta Restrita, o percentual de participação na compra desde 2012, é de 34% por Pessoas Físicas, 31% por Instituições Financeiras, 19% por Fundos de Investimento, 5% por Investidores Estrangeiros e 11% por Outros Investidores.