Furnas conclui captação de R$ 450 milhões

No entanto, a companhia esclarece que a oferta da segunda série, no valor total de R$ 850 milhões, segue seu "curso normal"

Furnas concluiu a captação de R$ 450 milhões por meio da emissão debêntures simples, ao custo de 117,60% da variação acumulada das taxas médias dos Depósitos Interfinanceiros de um dia (DI), com vencimento em 15 de novembro 2024, referente à primeira série.

No entanto, a companhia esclarece que a oferta da segunda série, no valor total de R$ 850 milhões, segue seu “curso normal” e que terá a efetiva liquidação oportunamente comunicada pela companhia.

A oferta teve o Bradesco BBI como coordenador líder. No comunicado não há informações sobre a finalidade dos recursos.

Contrato Prorrogado

A Eletrobras, Eletropar e Eletronet celebraram um acordo para prorrogar, até 20 de agosto de 2039, um contrato firmado em 1999 que permite o compartilhamento de infraestruturas de transmissão de energia para transporte de sinais de telecomunicações.

A Eletropar, é subsidiária da Eletrobras, detém 49% do capital social da Eletronet. A LT Bandeirante Empreendimentos Ltda detém o restante do controle acionário. Segundo a Eletrobras, a Eletronet tem por objeto social oferecer serviços de transporte de dados e trânsito IP de alta velocidade, em longa distância para operadoras de telecomunicações e atuar como provedor de serviços de valor agregado.

Devido aos prazos previstos para o encerramento do acordo, e após avaliações da Eletronet, o Conselho de Administração da Eletrobras e as empresas envolvidas aprovaram aditivos contratuais, que dependem da anuência do Ministério da Economia.

Além da prorrogação do prazo, a Eletronet, LT Bandeirante e Eletropar assinaram contrato de confissão de dívida, de modo a reconhecer o montante de R$ 130 milhões, devidos pela Eletronet às parceiras.