Taesa e Alupar captam R$ 830 milhões em debêntures para subsidiária

Emissões de R$ 415 milhões referem-se a transmissora ESTE, controlada integralmente por uma subsidiária das duas companhias

A Alupar Investimento e a Taesa concluíram a captação de recursos de longo prazo de sua controlada indireta, a Empresa Sudeste de Transmissão de Energia S.A. (ESTE), através da emissão de R$ 415 milhões em Debêntures Simples, não conversíveis em ações, informaram as companhias em comunicado ao mercado e acionistas na noite da última quinta-feira, 26 de dezembro.

A data das emissões é 15 de dezembro, com vencimento para o mesmo dia do ano de 2044. A remuneração será semestral, com carência até dezembro de 2022, sendo incorporado ao saldo devedor, com amortização também por semestre e customizada com carência até junho de 2025. A taxa de IPCA é de + 4,50% ao ano.

Responsável pelo desenvolvimento, construção e operação do Lote 22 da 2ª Etapa do Leilão de Transmissão Aneel nº 013/2015 (parte 2), realizado em outubro de 2016, a transmissora ESTE é 100% controlada pela subsidiária Empresa Amazonense de Transmissão de Energia S.A. (EATE), na qual a Taesa participa em parceria com a Alupar, na proporção de 49,98% e 50,02%, respectivamente.

A ESTE apresenta uma RAP total de R$ 112,2 milhões para o ciclo 2019-2020 e um Capex Aneel de R$ 486 milhões. O empreendimento está localizado entre os Estados de Minas Gerais e Espírito Santo, com extensão aproximadamente de 236 km de linhas de transmissão. O prazo estipulado pelo órgão regulador para energização do empreendimento é fevereiro de 2022.