Aneel nega liberação comercial para CGH em São Paulo

Companhia responsável por usina não obteve a licença de operação junto ao órgão ambiental; No Piauí, 45,6 MW são aprovados para testes

A Agência Nacional de Energia Elétrica indeferiu o requerimento de liberação da operação comercial das turbinas UG1 e UG2, que somam aproximadamente 1,5 MW da Central de Geração Hidrelétrica Isabel, localizada no município de Pindamonhangaba (SP). De acordo com a Aneel, que publicou sua decisão no Diário Oficial da União da última segunda-feira, 6 de janeiro, por meio do despacho n° 7, a não aprovação da operação se deu porque a empresa SZO Empreendimentos, responsável pela usina, não obteve a licença de operação emitida pelo órgão ambiental competente, no caso a Cetesb.

Também nessa segunda-feira, a Agência deliberou a operação em teste de 16 unidades geradoras da central fotovoltaica São Gonçalo 3, cada uma com cerca de 2,8 MW de potência, perfazendo um total de 45,6 MW em São Gonçalo do Gurguéia, município piauiense. A UFV pertence a Enel Green Power.