Tarifas da Enel Rio terão aumento médio de 2,71%

Reajuste anual será pago a partir de 15 de março aos consumidores de 66 municípios atendidos pela distribuidora

Os consumidores da Enel Rio terão aumento tarifário médio 2,71% a partir de 15 de março. O efeito médio a ser percebido será de 3,38% para os clientes atendidos em alta tensão e de 2,48% para os de baixa tensão.

Entre os itens que compõem a tarifa estão os encargos setoriais, que tiveram redução de 2,85% no reajuste anual da distribuidora. Os custos de compra de energia aumentaram 1,58%; os de transmissão 0,83% e os de distribuição 0,98%. Os componentes financeiros a serem repassados na tarifa dos próximos 12 meses tiveram um peso acumulado de 6,25%. A Enel Rio atende em torno de 2,65 milhões de unidades consumidoras (7,8 milhões de habitantes) em 66 municípios fluminenses.

O diretor-geral da Aneel, André Pepitone, lembrou que  a energia de Itaipu representa quase  20% do mercado da concessionária. No reajuste da Enel foi considerado um dólar de R$ 4,33, que já era um valor elevado. “Tivemos um aumento da valoração da energia de Itaipu de 19% de 2019 para 2020” disse Pepitone. Ele acredita que a moeda americana terá um impacto maior nos reajustes das próximas concessionárias de distribuição que compram energia de cotas da usina.