Produção de eólicas cresceu 17% em abril, aponta CCEE

Fonte demonstrou bom resultado mesmo com queda de 11,8% da energia gerada no SIN; Rio Grande do Norte lidera ranking com 4.358 MW em operação comercial

As centrais eólicas brasileiras registraram uma geração de 4.220 MW médios durante o mês de abril, volume 17% acima em relação ao mesmo mês no ano passado, afirma os dados do boletim InfoMercado Dados Gerais, divulgado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, e que confirma a tendência de crescimento da fonte, mesmo com a queda de 11,8% no total de energia gerada no Sistema Interligado Nacional – SIN.

Com 4.358,38 MW, o Rio Grande do Norte lidera o ranking dos estados brasileiros com maior capacidade instalada de usinas que usam a força dos ventos para produzir energia no país. Seguem a lista os estados da Bahia, Ceará, Rio Grande do Sul e Piauí, o que ressalta a predominância das regiões Nordeste e do Sul neste tipo de fonte na matriz energética nacional.

Consumo de energia – Abril representou queda de 11,9% em demanda por energia na comparação anual, passando de 65.186 MW médios para 57.442 MW médios. O mercado regulado verificou recuo de 11,3% para 40.473 MW médios, enquanto o mercado livre viu a demanda cair 13,2% para 16.970 MW médios, comportamento explicado pela migração de consumidores e pelas medidas restritivas para combate à Covid-19.