Enel RJ tem queda de 25,7% no lucro no segundo trimestre

Resultado ficou em R$ 27,7 milhões e o ebitda subiu 10,3% no período

O lucro da Enel Distribuição Rio ficou em  R$ 27,7 milhões no segundo trimestre de 2020, uma redução de 25,7% na comparação com o mesmo período de 2019.  A distribuidora divulgou seus resultados na segunda-feira, 27 de julho. A receita operacional líquida ficou em R$1,4 bilhão, subindo 1,9% em relação aos R$ 1,37 bilhão do mesmo período do anterior. O Ebitda nos três meses aumentou 10,3%, chegando a R$ 216, 9 milhões. O Capex somou R$ 216,8 milhões.

No trimestre, o DEC de 10,95 horas mostra que houve melhora de 26,4% nesse índice, enquanto o FEC de 6,86 vezes sinaliza redução de 22,4%. A venda e transporte de energia caiu 12,7%, alcançando os 2.514 GWh. A concessionária viu seu número de consumidores totais cair 0,9%, para 2.964.051.

No primeiro semestre do ano, o lucro registrado de R$ 50 milhões representa queda de 1%. A receita líquida nesses seis meses subiu apenas 0,1%, ficando em R$ 2,96 bilhões. Já o Ebitda apresentou recuo de 11,3%, ficando em R$ 427,7 milhões.

De acordo com Artur Manuel Tavares, diretor-presidente da Enel Rio, a distribuidora tem aumentado fortemente os investimentos na modernização da rede e na confiabilidade do sistema, num esforço que a levou a atingir neste semestre, mais uma vez, os melhores indicadores operacionais de sua história. Por outro lado, Tavares ressalta que como reflexo da pandemia do novo coronavírus no segmento de distribuição, os indicadores econômico-financeiros foram impactados negativamente no período.