TAR pode ter redução de 6,94% em 2021

Para o preço médio da energia hidráulica há previsão de aumento real de 24,46%

O valor proposto pela Agência Nacional de Energia Elétrica para a Tarifa Atualizada de Referência que vai vigorar em 2021 é de R$ 75,90/MWh. Já o Preço Médio da Energia Hidráulica previsto para o ano que vem é de R$ 187,05/MWh.

A TAR calculada pela Aneel é 6,94% menor em termos reais que a tarifa de 2020, de R$ 79,62/MWh. A PMEH, no entanto, terá aumento real de 24,46% em relação ao preço atual de R$ 146,71/MWh.

Ambos os valores são preliminares e resultantes do processo de revisão previsto a cada quatro anos. Eles ficarão em consulta pública de 30 de setembro a 16 de novembro. Entre as revisões, a tarifa de referência e o preço médio da energia hidráulica são atualizados anualmente pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo.

A TAR é a tarifa usada no cálculo do valor a ser pago por geradores hidrelétricos como Compensação Financeira pelo Uso dos Recursos Hídricos. A CFURH corresponde a 7% da energia gerada por essas usinas, que são repassados a União, estados e a municípios com áreas inundadas pelos empreendimentos.

O PMEH é obtido a partir dos custos das distribuidoras com compra de energia elétrica de origem hidráulica, realizada diretamente com geradores, o que inclui Itaipu Binacional. Ele é usado pelos estados para calcular a repartição do ICMS arrecadado entre as cidades.

O aumento previsto com a revisão do preço do ano que vem reflete os reajustes significativos nos contratos de energia das usinas em regime de cotas nos últimos quatro anos, a entrada em operação comercial de novas concessões no mesmo período, além impacto da cotação do dólar sobre a energia de Itaipu.