AES Brasil vai aguardar cálculos para aderir ao acordo do GSF

Geradora estima ter mais de R$ 636 milhões para receber

A AES Brasil informou em comunicado ao mercado na última terça-feira, 2 de dezembro, que vai aguardar os cálculos finais Câmara de Comercialização de Energia Elétrica para decidir se adere ao acordo do GSF. A Agência Nacional de Energia Elétrica regulamentou o acordo do GSF em reunião da diretoria nesta mesma terça-feira. A projeção da geradora, mesmo sem saber o valor exato a ser ressarcido e o prazo da extensão das concessões é de um valor acima dos R$ 636 milhões calculados pela CCEE para as usinas da empresa pela aplicação dos direitos previstos na minuta inicial da condições de repactuação do risco hidrológico.

Após os cálculos finais, a AES Brasil vai decidir em até 60 dias, se vai aderir aos termos do acordo proposto e, consequentemente, desistirá da ação que suspende a liquidação do GSF referente ao período entre 2015 e fevereiro de 2018.