Celesc apresenta projeto que eficientiza metodologia de índices de qualidade

Objetivo é ter metas mais verossímeis dos indicadores DEC e FEC

A Celesc (SC) apresentou em workshop virtual na última quinta-feira, 17 de dezembro, os resultados de um projeto idealizado e desenvolvido pela companhia para obtenção de metodologia mais eficiente na definição dos conjuntos elétricos utilizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica. A ideia é obter metas mais verossímeis dos indicadores DEC e FEC, analisados para a manutenção da concessão da companhia. O estudo será levado à Aneel na próxima Consulta Pública referente ao tema, prevista para 2021, de modo a contribuir com o debate sobre a eficiência do setor de distribuição de energia elétrica do Brasil.

O projeto foi desenvolvido no campo de Pesquisa e Desenvolvimento pelas equipes das áreas de Regulação e Técnica da empresa. De acordo com o diretor de Regulação e Gestão de Energia da Celesc, Fábio Valentim da Silva, o principal objetivo do estudo é contribuir com as evoluções regulatórias no setor, baseados em estudos científicos estatísticos, necessários para a solidez do sistema elétrico. Ainda de acordo com o diretor da Celesc, a nova metodologia permite comparações regionais mais fidedignas e, com isso, melhor direcionamento dos investimentos

Dentro do projeto foi apresentado, ainda, um software como produto final, desenvolvido em parceria com a Daimon Engenharia e Sistemas, vencedora do processo seletivo de P&D lançado pela companhia. A tecnologia será entregue à Celesc-D e disponibilizada à Aneel, para viabilizar a definição de metas a todos os conjuntos de distribuidoras que tiverem suas bases de dados validadas pela agência reguladora.