EDP entrega caldeira de biomassa a vapor

A companhia também será responsável pela operação e manutenção da nova unidade durante o prazo de vigência do contrato

A EDP entregou um projeto de geração de energia a vapor para uma das unidades da Barry Callebaut, fabricante de cacau e chocolate, localizada em Itabuna, na Bahia. A iniciativa consiste em uma caldeira de biomassa que terá a casca de cacau como principal combustível, além de uma caldeira reserva a gás natural.

A EDP informou que esse é o primeiro empreendimento construído com biomassa à base de casca de cacau. O insumo, que será fornecido pela própria Barry Callebaut, é um resíduo do processo de fabricação da pasta de cacau que, desta forma, poderá ser reaproveitado no processo produtivo.

Segundo a empresa, a caldeira principal também poderá ser alimentada por outros tipos de biomassa, como cavaco de madeira. A caldeira a gás natural, por sua vez, só será utilizada durante a manutenção da caldeira principal. Com o uso da biomassa, uma fonte renovável, produção de vapor pela nova central vai evitar a emissão de aproximadamente 3.780 toneladas de CO2 ao ano.

Ainda segundo a companhia, além da execução do projeto, a EDP também será a responsável pela operação e manutenção da nova unidade durante o prazo de vigência do contrato. Com uma central própria de geração de energia, a Barry Callebaut passa a ter maior previsibilidade dos custos e confiabilidade, por contar com duas caldeiras. No médio prazo, existe ainda a redução de custos gerada pela iniciativa.