BTG Pactual une forças com empresas em apoio ao Hospital das Clínicas em SP

Além do banco, EDP, Cosan e Eurofarma vão custear contratação de profissionais, entre médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e auxiliares de enfermagem

O BTG Pactual está se unindo à empresas como a Cosan, EDP e Eurofarma para apoiar o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP na contratação de profissionais da saúde para o atendimento de pacientes infectados com o novo coronavírus. Juntas, as empresas vão viabilizar a contratação de 386 profissionais, entre médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e auxiliares de enfermagem.

A força tarefa das empresas irá permitir o aumento da capacidade de atendimento a pacientes com Covid-19 e a abertura de 56 novos leitos de UTIs e 75 de enfermaria. A expectativa é que os novos funcionários, que terão a folha de pagamento custeada pelas quatro empresas, comecem a trabalhar no Hospital das Clínicas já nas próximas semanas.

O BTG informou que essa é mais uma das iniciativas que a empresa vem apoiando no combate à pandemia. Desde o ano passado, o banco e seus sócios doaram R$ 50 milhões para projetos de combate ao coronavírus que, somados ao apoio de parceiros, clientes e colaboradores, já totalizam mais de R$ 70 milhões em doações.

A Cosan reforçou seu compromisso com a sociedade, contribuindo com esta frente de saúde, que vem realizando o trabalho mais importante deste momento de pandemia. A EDP destacou que mais uma vez se coloca a serviço da sociedade, em consonância com seu propósito: ‘Usar nossa energia para cuidar sempre melhor’. Para a Euroforma, a empresa tem a responsabilidade social como um valor muito forte, e nesse período de pandemia, através deste novo consórcio, irão além com a contratação de profissionais de saúde para ativação de muitos leitos.

O Hospital das Clínicas destacou que o investimento da iniciativa privada em saúde tem sido fundamental para garantir o atendimento à população nessa fase tão crítica da pandemia. Com esses recursos se tornará possível o custeio de plantões dos profissionais da saúde recrutados para o atendimento Covid, num momento em que os casos crescem exponencialmente.